Cinema, ciências e modelos do Universo

No primeiro semestre deste ano, eu, em parceria com o professor de Química, resolvemos criar na nossa Escola de Tempo Integral, uma disciplina eletiva que nomeamos de Cinema & Ciências, e que acabou tendo boa aceitação por parte dos alunos do Ensino Médio. 
Exibimos ao todo 5 filmes, dentre eles, A Teoria de Tudo, e Interestelar, estes dois abordando temas relacionando conceitos da Física Moderna, que acabaram despertando a curiosidade dos jovens, a fim de buscar entender um pouco mais sobre Buracos Negros e Buracos de Minhoca
No final do bimestre realiza-se na escola a chamada Culminância, um dia escolhido para que todas as disciplinas eletivas mostrem os resultados dos trabalhos desenvolvidos em cada uma delas. Neste dia, decidimos mostrar um modelo simples desenvolvido pelos alunos, simulando em 3D a deformação do "tecido" representando o Espaço-Tempo, provocada por um corpo massivo sobre ele.
Para sugerir este modelo aos alunos, inspirei-me em um vídeo que vi na internet sobre os efeitos da gravidade, apresentados por um professor de uma escola americana (foto). Pensamos que não seria fácil construir um nas mesmas dimensões, e então achamos por bem fazer um menor, usando um bambolê que encontrei na escola e um tecido fino, que foi costurado sobre o aro por algumas alunas.
Fica aqui a dica deste modelo para os colegas professores também construírem um. É muito fácil de fazer, e dá pelo menos uma noção aos alunos sobre estes assuntos. Vejam:
Aluno explicando aos colegas como um corpo massivo deforma o "tecido" do Espaço-Tempo.
Alunos mostrando a simulação de um Buraco Negro.
Compartilhe:

2 comentários:

  1. Oi Jairo! tudo bem?
    Estou me atrevendo a algumas leituras sobre a física moderna e me lembro sempre de você. Pensando... o que o Jairo diria sobre tudo isso em uma aula? Que máximo saber que isso já está acontecendo!
    Aí pela saudade, passei aqui pelo blog (confesso que com a correria dessa "vida adulta", passei um bom tempo sem dar uma olhadinha no infravermelho).
    Abraço!
    Paôla.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Paôla.Que grata surpresa você me proporciona voltando a comentar aqui no blog. Sei bem como é a correria de estudos na vida universitária. Espero que você esteja indo bem nas matérias.
      Física Moderna é um assunto muitas vezes complexo, mas dá para se ter uma noção básica de alguns conceitos. Eu escrevi mais recentemente aqui sobre isso.
      Achei bom ter me mudado para este tipo de escola de tempo integral, pois ela proporciona uma estrutura de laboratórios e disciplinas eletivas, como é o caso desta usando filmes. Se você ainda não asssistiu, assista Interestellar. É um dos melhores filmes que já vi.
      Estou procurando sempre me superar para fazer com que os jovens adquiram gosto pela Física e pelas Ciências em geral, pois acredito que é uma das melhores armas contra a ignorância de um povo, mas acredite, nem tudo são flores e ainda está sendo muito difícil esta tarefa que escolhi como profissão.
      Eu penso da seguinte forma. Mesmo que a maioria dos alunos não se interessem muito por Física, há sempre alguns deles que vêem a importância dos estudos, como foi o seu caso, e por isso não desanimo, na esperança de que um dia nosso país se desnvolva com o fortalecimento da Educação.
      Sempre que tiver saudade, passa por aqui e comenta.
      Abraço.

      Excluir

Os comentários são moderados pelo autor do blog.
Se quiser receber comentários futuros deste post pelo seu e-mail, clique na opção "Notifique-me"