Como a sanduicheira elétrica sabe o instante exato de avisar que o lanche está pronto?

Em uma aula prática de Física que realizei este ano, mostrei aos alunos uma aplicação do conceito de dilatação térmica, relacionado ao controle e funcionamento de uma sanduicheira elétrica. 
Alguns dias antes do experimento, pedi para que o nosso assistente técnico de laboratório, Luiz, desmontasse uma sanduicheira velha que levei à escola, e depois de muito procurar, ele encontrou e retirou uma pequena lâmina bimetálica circular que estava próxima à chapa de aquecimento, acoplada a um interruptor que, quando pressionado, desligava as resistências elétricas, ao mesmo tempo em que fazia acender uma lâmpada verde. 
A maioria das sanduicheiras acende uma das lâmpadas quando a colocamos na tomada, e depois de algum tempo, outra lâmpada (verde), avisando que o sanduíche está pronto. Vejam a foto da sanduicheira que comprei para substituir a velha que eu levei na escola.

A aula
Ao iniciar a aula, perguntei primeiramente aos alunos se eles sabiam dizer como a sanduicheira reconhecia o momento certo de acender a lâmpada verde. A maioria deles não soube informar, e então eu comecei fazendo uma demonstração simples com um pedaço de papel com uma das faces laminadas, como os que são usados no interior de alguns maços de cigarro.  Ao esquentá-lo, os alunos puderam verificar que o papel se curvava, devido à diferença de dilatação entre os materiais. Esta experiência eu já havia observado em alguns livros e vídeos. Vejam um exemplo:
Logo depois, expliquei que podemos usar dois metais com diferentes coeficientes de dilatação para criarmos uma lâmina bimetálica, como a usada na sanduicheira, e que ao ser aquecida, também se dobra, empurrando o interruptor e acendendo a luz verde. Logo após colocar a pequena lâmina na chapa de um aquecedor elétrico, pudemos perceber que ela se dobrava repentinamente, dando até um "pulinho" na chapa do aquecedor. Vejam: 
Eles entenderam facilmente que esta dobra rápida na lâmina era responsável por pressionar o interruptor do circuito. Depois disso, quiseram filmar o "pulinho", e então repeti algumas vezes, tirando e colocando a lâmina na chapa. Eles se divertiram e ao mesmo tempo aproveitaram para entender a importância de aprendermos determinados fenômenos físicos e suas utilidades em nosso dia-a-dia.
Compartilhe:

0 comentários:

Postar um comentário

Os comentários são moderados pelo autor do blog.
Se quiser receber comentários futuros deste post pelo seu e-mail, clique na opção "Notifique-me"