Calendário Cósmico

O cientista Carl Sagan, em um episódio da série Cosmos, compactou os 13,7 bilhões de anos do Universo em apenas um ano, que ele chamou de Ano Cósmico. A correspondência entre o tempo decorrido neste ano e o tempo do Universo seria:

1 mês do Ano Cósmico = 1 bilhão e 250 milhões de anos do Universo.
1 dia do Ano Cósmico = 40 milhões de anos do Universo.
1 minuto do Ano Cósmico = 30.000 anos do Universo.
1 segundo do Ano Cósmico = 500 anos do Universo.

Observe a figura, correspondente ao Calendário Cósmico: 

Considerando esta compactação, veja em que horários teriam ocorridos os seguintes acontecimentos do dia 31 de Dezembro do Ano Cósmico:

22h 30min - Primeiros seres humanos.
23h 59min 35 s - Primeiras cidades.
23h 59min 51 s - Invenção do alfabeto.
23h 59min 59s - Descobrimento do Brasil.

Assim fica fácil perceber o pequeno tempo de duração da espécie humana, comparando com o tempo total da existência do Universo. O que preocupa é saber que durante esse curto intervalo de tempo a humanidade já piorou muito as condições ambientais necessárias à sua própria sobrevivência na Terra. Pode-se chegar à conclusão de que, a seguir neste ritmo, a nossa espécie corre grande risco de ser extinta, como aconteceu com os dinossauros que, como se pode ver, estiveram por aqui durante muito mais tempo que nós. Assista o trecho do episódio em que Carl Sagan explica o Calendário Cósmico:
Compartilhe:

4 comentários:

  1. Fala Jairo!

    Exelente matéria!

    E esse vídeo pra encerrar fechou bem o post!

    Dá uma passada no meu blog quando der, e se puder mais ainda, torne-se um seguidor dele!

    Valeu!
    http://tomentindofalomesmo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. É isso aí, Cainã! Obrigado pela visita e pelo comentário. Quando eu tinha mais ou menos a sua idade(sim, faz tempo), assisti a série Cosmos na Rede Globo. É super bem produzida, e até hoje parece que não desatualizou-se. Fico contente em saber que você também gostou. Carl Sagan foi um grande cara. Ele conseguia explicar de forma bem simples, algumas ideias que até então, pouca gente além dos cientistas conseguia entender. Já conheço seu blog, e vou seguí-lo, sim. Você escreve sobre assuntos muito interessantes, e de forma bem humorada. Parabéns.

    ResponderExcluir
  3. Interessantíssimo, dá a perfeita noção da nossa insignificância temporal. A descoberta do petróleo tem apenas 100 anos (ou 150, me confundi agora, mas não passa disso). E já fizemos um estrago danado no meio ambiente.

    Então, em menos de um segundo em relação à idade do universo, a humanidade consegue pôr em risco um planeta que levou tanto tempo para esfriar, criar atmosfera, vida.

    ResponderExcluir
  4. É Luiz, a esperança está no trabalho diário de pessoas como você, que procuram conscientizar os leitores da necessidade de praticarmos desde já, atitudes que levem em consideração a preservação do ambiente, para que possamos obter o tão falado desenvolvimento sustentável.
    Abraços

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados pelo autor do blog.
Se quiser receber comentários futuros deste post pelo seu e-mail, clique na opção "Notifique-me"