O meu terço sagrado

Este não é um artigo religioso, apesar de o título sugerir isso. Eu gostaria de falar sobre um benefício que recebo todos os anos nesta época do mês de janeiro, correspondente a um terço das minhas férias.
Há sempre uma história interessante sobre o surgimento de alguns termos que usamos. Vejamos primeiramente a origem do termo férias. Fazendo uma pesquisa, encontrei uma explicação, através da qual inclusive podemos entender porque a língua portuguesa se diferenciou de outras, ao adotar o termo "feira" para dias da semana.

Em minhas aulas, quando ensino história da Astronomia, costumo informar aos alunos que pelo menos três línguas estrangeiras, a inglesa, a alemã, e a espanhola mantêm tradições de mais de 6000 anos, quando se referem aos dias da semana. Em aproximadamente 4000 anos antes de Cristo, os antigos Mesopotâmios resolveram dividir a semana em sete dias e atribuir a cada dia o nome de um dos astros conhecidos - por serem os únicos vistos a olho nú - na época, que eram: Mercúrio, Vênus, Marte, Júpiter, Saturno, Sol e Lua. Daí surgiram - e preservaram-se - por exemplo, no inglês, Saturday, e Sunday, no alemão, Sontag, e Montag, e no espanol, Miércules, e Lunes. Na língua portuguesa, por questões religiosas, decidiu-se seguir os nomes usados para férias (feiras). Vejam o que a Wikipedia nos diz sobre o surgimento do termo férias:
Férias provém do latim 'feria, -ae', singular de 'feriae, -arum', que significava, entre os romanos, o dia em que não se trabalhava por prescrição religiosa.
A palavra latina encontra-se também na denominação dos dias da semana do calendário elaborado pelo imperador romano Constantino, no século III d.C., que os santificou com o nome de 'feria' e o sentido de comemoração religiosa: 'Prima feria, Secunda feria, Tertia feria, Quarta feria, Quinta feria, Sexta feria e Septima feria'. No século IV, ainda por influência da Igreja, 'prima feria' foi substituído por 'Dominicus dies' (dia do Senhor) e 'septima feria' transformou-se em 'sabbatu', dia em que os primeiros judeus cristãos se reuniam para orar. A língua portuguesa foi a única a manter a palavra 'feira' nos nomes dos dias de semana.
Hoje em dia, o direito das férias está diretamente ligado à saúde. O objetivo é proporcionar descanso ao trabalhador após um determinado período de atividades. As férias não podem ser suprimidas nem mesmo por vontade própria, devendo ser usufruído no mínimo 1/3 do período a cada ano.
Eis alguns fundamentos que norteiam os objetivos das férias: O fisiológico, relacionado ao cansaço do corpo e da mente; o econômico, no sentido de que o empregado descansado produz mais; o psicológico, que relaciona momentos de relaxamento com o equilíbrio mental; o cultural, segundo o qual o espírito do trabalhador, em momentos de descontração, está aberto a outras culturas; o político, como mecanismo de equilíbrio da relação entre empregador e trabalhador; e o social, que enfatiza o estreitamento familiar.

Onde uso meu terço?
O recebimento correspondente a 1/3 do salário é um direito garantido pela Constituição Federal de 1988. Os trabalhadores recebem este dinheiro para usufruirem suas férias, melhorando os fundamentos que norteiam os objetivos delas citados anteriormente. Em resumo, aumentar a cultura, descansar o corpo e equilibrar a mente. Os professores de hoje em dia precisam deste descanso, pois durante o ano, o desgaste psicológico, físico e mental é muito grande. No entanto, no meu caso, geralmente o que sempre acabo fazendo com este terço do meu salário é cobrir os gastos excessivos de final de ano, ajudar a pagar IPVA, o seguro do carro, e outros encargos, então fico sempre contando com ele, que nesta época vêm em boa hora, e é por isso que o considero sagrado. E bendito seja quem pensou primeiramente em conceder este benefício que sempre ajuda a salvar a minha pele nesta época do ano.

Fontes:
Compartilhe:

2 comentários:

  1. Juro que levei um susto com o título do post. O problema é que a quantia é tão irrisória que às vezes nem se nota na conta bancária, pois assim que entra, desaparece... Parece mágica!!! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O título foi de propósito, pra mostrar os tipos de coisas que considero sagradas. Dinheiro, saúde, ... e não santinhos e livrinhos religiosos.
      Acho que vez ou outra vou escrever aqui sobre assuntos diversos.

      Agora, depois que meu salário aumentou bastante na escola de tempo integral, até que esse terço dá uma oxigenada na minha conta.

      Excluir

Os comentários são moderados pelo autor do blog.
Se quiser receber comentários futuros deste post pelo seu e-mail, clique na opção "Notifique-me"